ANUNCIANDO O EVANGELHO DE JESUS CRISTO NA CIDADE DE CURITIBA - PR.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

FEVEREIRO DE 2010

Durante a semana eu e a Luciana nos encontramos em casa, eu a ensino dentro das Escrituras como os discípulos de Jesus permaneceram fiéis a Ele depois do batismo. A Luciana se batizou recentemente e está feliz com a nova vida em Cristo. Como de costume, nesse dia (10) ela veio em casa, porém acompanhada do Carlos. Sendo assim o Luis esteve presente para anunciar o Evangelho para ele e mais uma vez vimos o que diz a Bíblia sobre “a vida dos primeiros discípulos” em Atos 2, eles puderam observar, principalmente o Carlos, que para se tornar um discípulo de Jesus é preciso tomar a decisão de arrepender-se dos seus pecados e batizar em nome de Jesus para o perdão dos pecados e receber o Espírito Santo. E graças a Deus o Carlos entendeu a mensagem do evangelho e ficamos muito contentes por anunciar Jesus como Senhor e Salvador para mais uma pessoa. Ele saiu de nossa casa demonstrando alegria por entender a mensagem e refletindo sobre o que isso implica de forma prática para nossas vidas.
No dia 13 fomos para Mandirituba, região metropolitana da cidade de Curitiba. Fomos visitar nossos irmãos Johny e Patrícia que se mudaram para essa cidade há um mês, pois Johny foi transferido no trabalho. A viagem foi longa, porém muito gostosa principalmente por saber que nossos irmãos estão muito bem lá. Johny estudou o evangelho com o Luis no ano passado e tomou a decisão de tornar-se um discípulo de Jesus. Estamos orando pelo casal e pela nova vida em Mandirituba, que eles possam abrir a casa deles para outras pessoas conhecerem o evangelho de Cristo.

No dia 14 (domingo de carnaval) celebramos a ceia numa cachoeira chamada “Recanto dos Papagaios” aqui mesmo em Curitiba. Fizemos um piquenique lá com nossos amigos Carlos e Luciana. Foi muito gostoso, pois acreditamos que a igreja do Senhor se reúne em todo lugar para lembrar o sacrifício de Jesus e que não está “presa” no conceito de se reunir num local específico, porque a igreja somos nós. Portanto, não são casas, prédios, escolas, mas são pessoas que decidiram seguir Jesus e lembrar o sacrifício Dele onde quer que esteja no domingo.

Mais uma alma faz valer o sacrifício de Jesus Cristo.

video

E foi assim, em trajes de banho, a beira de uma cachoeira, num domingo de sol, fazendo um singelo "pic nic", mas nunca nos esquecendo do sacrifício de Jesus Cristo por nós todos. Celebramos a Ceia do Senhor sentados numa pedra ao som da água forte que corre no rio. Cenário maravilhoso criado por nosso Criador e Pai. Não precisamos estar presos a ter que comparecer a nenhum lugar específico no domingo chamado de "Igreja", nem estamos presos a uma casa ou seja lá onde for, somos livres em Cristo Jesus. Fomos libertos do pecado e da Lei do Antigo Testamento, por que criar uma nova ou novas leis para o Novo Testamento? Que na verdade nem estão escritas no Novo Testamento, como o uso de prédios e organizações humanas que tentam DETERNINAR como servir ao Senhor fora do contexto em que Cristo nos ensina!

Por que os cristãos não podem ir aos domingos para a praia, uma chácara, um bosque ou cachoeria com sua família ou alguns amigos (de preferencia que haja entre eles pessoas que ainda não são discípulos de Jesus para que possam ouvir a mensagem do Evangelho) e celebrarem a Ceia do Senhor?

Ao invés de nos fecharmos em nosso "mundinho" de "crente", reunindo-nos todo domingo como num "clubinho" de gente "santa" capitalista e protestante ou católico, vamos ao mundo todo cumprir com as ordens do nosso Senhor: "Portanto, vão a todos os povos do mundo e façam com que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-os a obedecer a tudo o que tenho ordenado a vocês. E lembrem disso: eu estou com vocês todos os dias, até o fim dos tempos" (Mateus 28. 19-20).

Ao lado temos a foto que tiramos durante uma visita neste mês na casa da Dona Lourdes e da Genyfer. Dona Lourdes continua, como sempre desde os tempos em que eu (Luis) estudava no instituto Bíblico, apoiando-me de diversas formas. Ela nos recebe em sua casa, ora por nós e sempre está nos doando algo que para nós é muito útil e importante. Acima de tudo respeita nosso trabalho mesmo não participando das reuniões em nossa casa. Somos muito gratos ao Senhor por sua via e de toda sua família. Pedimos aos irãos que continuem orando pelo crescimento espirital da Genyfer e que ela e a Monique possam continuar a se encontrar todas as semanas.

Assim como a Monique continua a receber em nossa casa todas as semanas a Luciana e agora combinaram continuarem os estudos juntamente com a Micheli. O Carlos também tem se desenvolvido na Fé e estamos muito contentes com tudo isso. Agradecemos a todos que oraram pela vida de nossos irmãos mais novos, pois testemunhamos e ouvimos falar de muitas coisas boas sobre o que o Senhor tem feito em suas vidas.








Sendo assim, hoje podemos dizer que "igrejas em casas" realmente são igrejas, pois em mais de uma casa hoje se reúnem para celebrar a Ceia do Senhor todos os domingos. As vezes em nossa casa, as vezes na casa do Carlos e da Luciana como na foto acima. E não apenas em casas, mas a beira de cachoeiras, na praia, no intervalo do trabalho (Como fazem nossos irmãos no Nordeste do Brasil) ou onde quer que esteja a igreja, que somos nós, pessoas e não prédios ou organizacões denominacionais CONTROLADAS por pastores, missionários, evangelistas ou obreiros em "tempo integral".

Que o Senhor abençoe a todos os irmãos e irmãs que estão livremente anunciando o Evangelho de Cristo em suas casas e por onde vão, levando apenas a mensagem de Jesus e não afirmando que é preciso fazer parte de uma ou outra "Igreja Verdadeira" para ser salvo.

Glória a Deus pra sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário